Bons apreciadores de vinho se importam com todo o trajeto percorrido pela bebida até ela chegar a sua boca. Preocupações que vão desde a safra e o tipo de uva selecionada até a forma como o vinho é estocado e servido. E dentro desta etapa final, achamos fundamental que vocês saibam escolher a melhor taça. Algumas características devem obrigatoriamente ser comuns a todas as taças destinadas ao consumo de vinho. Todas devem ser de cristal fino transparente, incolor, lisa, com haste longa e a abertura ligeiramente estreitada. Mas, além disto, é importante saber qual taça combina melhor com cada tipo de vinho. Por isso separamos algumas dicas para vocês.

taças

Vamos começar pelos vinhos tintos. Este tipo de vinho precisa de mais espaço para respirar. É importante lembrar que muitos vinhos são engarrafados partindo do princípio de que ficarão guardados longos anos até serem consumidos. Os mais simples esperam anos e os mais sofisticados podem ficar décadas nas garrafas. Quando o vinho entra em contato com o oxigênio, a evolução de seus aromas é estimulada e seu sabor pode ser melhor apreciado. Por isso, há dois tipos ideais de taças para os vinhos tintos: As taças Bordeaux e Borgonha.

Por serem maiores, elas permitem que o vinho possa “dançar” pela taça. Para isso é importante que as taças sejam preenchidas somente até um terço de sua capacidade. As taças Bordeaux têm a parte superior um pouco mais fechada. Isso reduz a dispersão de aromas mantendo os mesmos concentrados.

Já a taça Borgonha é indicada para vinhos mais complexos. O bojo da taça é maior do que a taça Bordeaux e, por isso, o contato com o ar é maior, permitindo assim um contato mais direto com o ar fazendo com que o vinho respire melhor.

Vinho tinto

Vamos agora para os vinhos brancos!  As taças para este tipo de vinho possuem seu corpo menor. Isso ocorre porque desta maneira a nota de frutas dos vinhos brancos é realçada. Sua aba estreita distribui o vinho na língua com um melhor equilíbrio entre doçura e acidez. Este equilíbrio é essencial para a apreciação dos brancos. Além disso, este tipo de vinho deve ser consumido enquanto está frio e um recipiente menor ameniza a troca de calor entre o vinho e o ambiente.

Por fim, os vinhos rosés. Este tipo de vinho pode ser colocado em taças pequenas, mas com bojo grande. Isto porque os vinhos rosés conciliam os taninos dos tintos (componente que nos deixa com a sensação de boca seca) e o aroma dos brancos. Deve ser uma taça que acentue a acidez presente no vinho rosé.  Para te ajudar, elaboramos esta ilustração que mostra as diferentes taças que mencionamos acima.

Tipos de taças

Mas não se preocupe se você não tiver a taça que melhor combina com os vinhos de sua adega! Para facilitar a vida dos apreciadores de diversos tipos de vinho, foi criada a taça ISO (International Standards Organization) que serve como uma taça coringa! Ela é pequena, com o bojo grande, mas com a parte de cima mais fechada. Assim ela sempre preserva o aroma e por isso é muito utilizada para degustações. É o modelo ideal para quem está apenas começando a montar seu acervo de taças.

De agora em diante, quando você for preparar aquela noite romântica, já sabe qual taça utilizar para tornar sua noite mais especial. Agora no inverno, o vinho é uma das bebidas mais consumidas pelos casais por causa de todo seu glamour e sofisticação. Prepare uma noite romântica e saiba escolher a melhor taça para garantir uma noite repleta de aromas e sabores com a pessoa que você ama!

Casal comemorando