A música dá o clima da festa e contar com um profissional auxilia a criar o setlist dos sonhos para o grande dia

 

Festa tem que ter música. Os melhores momentos são embalados pelas canções e também pela dança. Por que a festa proporciona belas recordações, ela precisa da melhor playlist de casamento possível.

 

Durante a celebração, predominam as músicas clássicas ou românticas, escolhidas a dedo pelo casal para marcar o grande dia. Depois disso, tanto os noivos quanto os convidados vão querer aproveitar ainda mais o som.

 

É por isso que as festas que se transformam em verdadeiras baladas fazem tanto sucesso. Reunir uma boa parte dos convidados ao som de músicas atuais e atemporais, e, ainda, com uma bebida nas mãos, é uma forma certeira de prolongar a comemoração ao máximo.

 

Uma tendência dos grandes casamentos é incluir uma atração musical. Diversos artistas de sucesso do cenário brasileiro fazem shows em festas de casamento, interagem com os convidados e levam os noivos ao palco para as felicitações.

 

Por outro lado, alguns casais podem preferir um clima nem tão intenso para a ocasião. Manter apenas o som ambiente para valorizar as conversas e apostar em um músico ao som de voz e violão apenas por algumas horas da festa é uma boa alternativa para um mini wedding, por exemplo.

 

Confere aqui nosso e-book com as melhores dicas para o seu casamento!

 

O fato é que existem diversas maneiras de se aproveitar ao máximo as músicas no grande dia. Contratar um DJ para montar a playlist de casamento é a melhor dica para que os noivos não se percam e meio a tantos momentos, estilos e canções. É sempre bom considerar:

 

O que os noivos preferem

 

A dança dos noivos

 

A preferência musical do casal é extremamente relevante para a seleção das músicas, afinal, o casamento está relacionado diretamente a realizar o sonho de suas vidas!

 

Se vocês forem do rock, é muito provável que a festa seja predominantemente embalada por esse estilo. Agora, se um de vocês ou ambos detestam pagode, talvez seja necessário fazer algumas concessões para agradar aos convidados.

 

O gosto dos convidados

 

Os convidados definitivamente compõem o maior público ouvinte das músicas que tocarão na festa. Logo, não dá para desconsiderar totalmente o que eles gostam ou não de ouvir.

 

Felizmente, a maioria dos amigos devem ter algum tipo de afinidade musical com o casal, pois esse é um fator importante em muitas amizades. As chances de eles aprovarem o seu setlist são altas.

 

Para agradar também aos familiares e amigos que preferem estilos musicais bem diferentes, ceda e inclua algumas músicas pensadas especialmente para eles. Com certeza eles ficarão honrados com tanto carinho!

 

A faixa etária

 

A tendência é que o público jovem acompanhe as novidades musicais, enquanto que os mais velhos prefiram as canções das antigas. Dependendo da faixa etária que predominar no seu casamento, músicas de algumas décadas atrás terão que marcar presença.

 

Pensar na faixa etária também é importante para definir a sequência correta do som. Um setlist com funk seguido de eletrônica com certeza vai embalar os convidados de 20 e poucos anos, mas não espere o mesmo efeito com aqueles de 40 anos ou mais.

 

A dança dos noivos

 

A tradicional dança dos noivos já não é mais tão tradicional assim. Inclusive, veja como deixar de lado o tradicional e inovar seu casamento! A valsa está perdendo o seu posto para as músicas do momento, e até mesmo a forma de dançar mudou: agora, os noivos podem combinar uma coreografia com efeitos especiais dignos de uma estrela.

 

Se a opção for por manter a tradição e valsar durante a noite, para modernizá-la, o casal pode utilizar, por exemplo, músicas dos contos de fadas transformadas em valsa. Já para fazer coreografia, procure músicas românticas ao invés das sensuais para dar mais significado ao momento.

 

Em algumas culturas ou religiões, a dança dos noivos é um pouco diferente do que estamos acostumados. Para a dança das cadeiras judaica ou para os dançarinos árabe, por exemplo, o casal precisará encontrar músicas que respeitam esse ritual.

 

O buquê

 

Buquê

Ao jogar o buquê de flores, é comum que uma música seja tocada para criar um clima de suspense e de diversão. Se a noiva não quiser lançar o arranjo com os tambores rufando, uma boa pedida é a escolha por músicas relacionadas ao universo e ao poder feminino.

 

Muito noivos já têm um momento semelhante durante a festa, arremessando uma bebida para os convidados do sexo masculino. Para eles, a ideia pode ser a mesma: ou uma música misteriosa ou uma música forte e viril.

 

Sugestões dos convidados

 

Se você não decidir com antecedência essa questão, ela poderá se tornar polêmica no grande dia e até mesmo causar mal-entendidos. Quem permite ou não que o DJ (ou quem quer que seja o responsável pela playlist de casamento) aceite as sugestões dos convidados é o casal.

 

Aqueles casais que preferem evitar ouvir músicas que detestam justo no grande dia geralmente proíbem o DJ de acatar os pedidos. Dessa forma, é possível evitar também que o astral da festa mude de uma hora para outra e que algum momento saia da programação.

 

Já aqueles bem ecléticos, que não querem se indispor com ninguém e que adoram conhecer coisas novas costumam liberar o DJ para tocar o que os convidados quiserem.

 

Se vocês estão dispostos a seguir com essa ideia, antes do casamento, que tal pedir para que os familiares e amigos mais próximos enviem sugestões em uma playlist colaborativa, que você entregará ao DJ? Assim, todos saberão que serão atendidos no momento mais propício do grande dia.

banner checklist casamento