Entre os pratos típicos de inverno, o queijo tipo Raclette já está entre os favoritos.

Com mais de 400 anos de história, o queijo Raclette nasceu na Suíça e até hoje faz sucesso no mundo inteiro. Atualmente, o queijo é fabricado em diversas regiões da Suíça, França e Austrália.

Sua história é incerta, mas o consumo de queijo derretido é registrado pelo menos desde o século XVI. Acredita-se que no frio dos alpes Suíços, os pastores e agricultores tinham o hábito de, à noite, ao redor da fogueira, derreter o queijo e raspar o pão sobre as partes derretidas. Com o tempo, derreter e raspar o queijo tornou-se um hábito entre os suíços. Após alguns anos, a refeição foi nomeada como “raclette”, palavra que vem do Francês “racler” que significa raspar.

Desde então, a Raclette vem atravessando fronteiras e adaptando-se às diferentes culturas.

O queijo derretido e um delicioso vinho é um prato perfeito para juntar os amigos em uma noite fria. Quer oferecer um jantar de inverno e fugir das sopas? Que tal preparar uma noite da Raclette?

– O primeiro passo é encontrar uma Racleteira, pode ser a panela, o grill ou a tradicional.

– O segundo passo, é definir o queijo a ser utilizado. Além do tradicional queijo suíço, pode-se utilizar outros queijos. O importante é verificar se o queijo derrete fácil como por exemplo: Gouda e Roquefort. Indica-se 200g por pessoa.

– A escolha dos ingredientes é o terceiro passo. Podem ser utilizados os mais tradicionais como batata cozida, frios, pepino e pães ou usar a sua criatividade para criar combinações diversas com outros ingredientes.

– Para impressionar e deixar seu convidados com água na boca, monte uma mesa com todas as opções de ingredientes. Cada convidado montará seu prato com os acompanhamentos de sua preferência e depois se servirá com uma deliciosa porção de queijo.

– A Raclette vai muito bem acompanhada com vinho e para tornar essa experiência ainda mais agradável, é necessário encontrar o equilíbrio perfeito entre os dois:

Por tratar-se de um queijo forte, recomenda-se o vinho branco e seco. Alguns bons exemplos são: Sauvignon blanc de Bordeaux ou da Borgonha, na França, ou ainda Sauvignon e Chardonnay do Novo Mundo.

Receber os amigos em casa é uma delícia, mas encontrá-los em um restaurante pode ser ainda mais divertido e prático. Temos uma dica para você e seus amigos vivenciarem uma experiência de inverno incrível:

 

Até o dia  09 de Setembro, o restaurante C-Cultura Caseira aquecerá suas noites com a tradicional Raclette.

Nosso Queijo Raclette é produzido em Santa Catarina de forma artesanal. As técnicas específicas e temperatura correta garantem a qualidade e sabor dos produtos.  

O queijo leva 2 meses para ficar pronto na consistência ideal e adquirir o seu sabor único. Logo após este processo, ele é embalado de forma adequada para ser transportado para o nosso hotel.

 

Ao chegar aqui no hotel, nosso renomado chef aquece uma superfície específica para o queijo: a máquina Raclette. Quando o queijo atinge o ponto de derretimento, ele é raspado diretamente sobre as guarnições (batatas cozidas, pepino e cebola em conserva, pães e frios) criando uma deliciosa mistura de sabores. O aroma característico e intenso do queijo é derivado de sua capa, que tem como objetivo proteger o próprio produto.

 

Após servido ao cliente, nossos garçons sugerem opções de harmonização do queijo com diversos vinhos e cervejas especiais, transformando o momento em uma experiência deliciosa.

 

Para completar a noite, desfrute de uma sobremesa incrível: o Fondue Chocolat du Jour, uma excelente opção para aquecer sua noite.

 

Clique aqui e saiba mais!