A Maria Brigadeiro, primeiro ateliê do doce do Brasil, inaugura uma loja no Grand Hyatt São Paulo

O leite condensado escorre delicadamente para dentro da panela. Os olhos da menina acompanham cada gota se unir à manteiga, que parecia só estar esperando por ele para desempenhar seu papel. É como se, nesse momento, um não fosse completo sem o outro. Ambos, rapidamente, se moldam ao formato da panela, tomando o recipiente por inteiro. O cheiro é inconfundível. A menina segue observando, vidrada e encantada. Logo chega o chocolate, convidado a se unir à mistura pelas mãos da doceira. Essas mesmas mãos, guiadas por uma colher, carinhosamente misturam todos os ingredientes, até que já não seja possível identificar um separado do outro. Agora, eles são um só.

Os olhos da menina seguem acompanhando cada volta que a colher completa na panela. A pequena fumaça que emana leva consigo o perfume já conhecido. Agora, é só uma questão de tempo. Aos poucos, a menina observa aquela mistura ficar cada vez mais consistente. Está chegando a hora, ela já sabe. O fundo da panela começa a aparecer, como um rastro pelo caminho que a colher desenha no fundo. As mãos da doceira continuam a mexer. E os olhos da menina continuam observando.

Macintosh HD:Users:vaniaparola:Desktop:Captura de Tela 2015-10-18 às 18.01.30.png

Qual criança nunca ficou ansiosa esperando pelo brigadeiro ficar pronto? Que nunca ficou ali, ao lado da panela e com a colher em punho, só esperando autorização para “atacar”? Ou que sempre perguntava para a mãe se podia ajudar a enrolar? A paixão pelo doce nasce tão logo começamos a descobrir novos sabores, desde cedo. E, em alguns casos, essa paixão vira amor, que vira trabalho.

Foi assim que aconteceu com a Juliana Motter. Em 2007, ela criou o brigadeiro gourmet e o primeiro ateliê do Brasil, a Maria Brigadeiro. Apaixonada pela iguaria desde criança, Juliana observava, com olhos encantados e curiosos, sua avó fazer o doce e se perguntava porque o dela era melhor que os outros. Com o passar do tempo, ela descobriu o ingrediente secreto: amor. Desde então, a doceira faz questão de que as pessoas sintam, a cada mordida, o amor que foi colocado em cada brigadeiro, desde a escolha dos melhores ingredientes até o carinho com que foi preparado. Afinal, para ela, “comer um brigadeiro é mais do que comer um doce, é uma experiência afetiva”.

Macintosh HD:Users:vaniaparola:Desktop:Captura de Tela 2015-10-18 às 18.01.00.png

Desde outubro desse ano, quem se hospeda ou visita o Grand Hyatt São Paulo tem a oportunidade de se deliciar com os brigadeiros gourmet da Maria Brigadeiro, que inaugurou uma loja no hotel. Agora, é possível deixar sua experiência no Grand Hyatt São Paulo ainda mais doce e cheia de amor.

Crédito das imagens: https://www.facebook.com/maria.brigadeiro